Tendências de Decoração para este Ano


Tendências de Decoração para este Ano , Urban Orbas, Decoração

Com o anúncio da chegada da temporada quente, pelos dias mais longos e pela presença solar mais constante, sentimo-nos inspirados por uma nova vida que estes dias parecem trazer. Proponho fazer uma viagem ao interior da sua casa e, com pequenos apontamentos, refrescar o ambiente, fazendo florescer essa nova vida nela, homenageando a nova estação que não tardará em chegar.

Proponho abrir as portas às fascinantes tendências de interiores representadas por uma multiplicidade de estilos, desde rústico ao urbano eclético, procurando a criação de um ambiente com design intemporal, com equilíbrio estético que abrange elegância, proporção, funcionalidade e beleza.

Em primeiro lugar, a eleição da cor na pintura de uma parede deve ter em conta a luz, dado que, quando um plano recebe pouca luz é conveniente adotar por cores claras, de forma a refletir luminosidade ampliando o espaço. É um facto que a cor das paredes afeta o estado de espírito. Para esta estação, sugiro uma base cromática neutra que contraste com apontamentos de cores fortes, como o azul petróleo e tonalidades esverdeadas, ou com tecidos florais vintage, onde as cores vivas e apontamentos de plantas naturais, como a Gipsofila, são os protagonistas.

A união do tradicional ao contemporâneo poderá realizar-se a partir de uma fusão entre padrões florais e geométricos transportando a cor e natureza para o interior das nossas casas. Os ambientes mais contemporâneos permitem explorar padrões geométricos em apontamentos como carpetes ou revestimento de papel de parede. Por outro lado, em ambientes mais rústicos é possível optar por padrões florais e étnicos com especial incidência nos tons quentes.

Nesta estação devem invocar-se cores, geometrias, texturas, contrastes, bordados, florais em tonalidades intensas e vibrantes que conferem singularidade, originalidade e conforto à casa. É possível misturar épocas, estilos e materiais tendo sempre especial atenção ao equilíbrio e harmonia dos elementos, pois a beleza do espaço não se centra na abundância, mas na sua concordância, diálogo e harmonia.

Carlota Violas
Arquiteta Urban Obras

Artigo Publicado na Revista Construir

Deixe o seu comentário. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.