Peça já o seu Orçamento!

O desafio do
cliente

O projeto original da moradia dos anos 50 sintetiza as principais premissas dos arquitetos modernistas portugueses da época. Neste caso estamos perante uma organização dividida em três pisos com os quartos no último piso, o espaço social e de refeições (incluindo cozinha) no piso intermédio e as áreas complementares, como escritório, arrumos e quarto de hóspedes no piso de entrada. A articulação destas áreas desenvolve-se através do hall de escada com o acesso entre níveis a realizar-se a partir de uma estrutura «cénica» com desenvolvimento curvo.

O cliente, consciente do valor espacial e patrimonial da moradia, pretende uma intervenção resumida ao essencial. No entanto tem como objetivo redefinir a organização do espaço da cozinha – mais integrado na organização social quotidiana e a criação de um quarto para o casal com área de sanitário e quarto de vestir integrado.

Para além das questões funcionais tornou-se necessário também a substituição integral das infraestruturas sanitárias e elétricas com vista a responder às exigências de comodidade contemporâneas.

Os caixilhos existentes, tiveram de ser também intervencionados com vista a melhorar as condicionantes térmicas.

O desenvolvimento do projeto centrou-se na resposta às exigências do cliente e em simultâneo realizar uma obra, essencialmente de restauro, por forma a preservar a imagem espacial original.

A cozinha, que no projeto original tinha 6,9m2, foi ampliada para 9,30m2 resultado da demolição de uma parede que fazia a articulação com um espaço de copa. Com o objetivo de articular a cozinha com espaço das refeições, a parede de divisão entre a sala de jantar e o hall da escada de serviço (situada adjacente à cozinha) foi truncada até à altura necessária para executar um guarda corpos que por consequência se prolongou para o desenho da escada.

O mobiliário executado à medida para a cozinha resume-se à necessidade de interligar o espaço da cozinha com a sala de jantar. Assim, para além dos móveis repostos nas posições originais foi criado um novo móvel de arrumação que se prolonga desde a cozinha até à sala de jantar, articulando o hall de escada existente como pertença conjunta destes espaços.

O revestimentos das paredes foram mantidos, os pavimentos em mármore lioz e mármore rosa foram polidos e vitrificados por forma a preservar na medida do possível a homenagem ao projeto original.

Galeria
Do projeto

O Testemunho
do Cliente

Deixe um comentário

Peça-nos já
o seu orçamento!

PME - Excelencia 2016 / Melhores Empresas para Trabalhar - Exame